Avanços na Pesquisa Clínica do Câncer no Brasil em 2023:

Destaques do Pôster apresentado pelo Instituto Projeto Cura e LACOG no XXIV Congresso SBOC

No último dia 16 de novembro, durante o XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), a Dra. Heloisa Resende, oncologista e Presidente do Comitê Científico do Instituto Projeto Cura, apresentou um pôster inovador desenvolvido em parceria entre o Cura e o LACOG – Latin America Cooperative Oncology Group.

Intitulado “Melhorando o acesso à pesquisa clínica do câncer no Brasil: avanços recentes e novas oportunidades. Opiniões de especialistas da 4ª reunião da CURA, São Paulo, 2023”, a pesquisa trouxe à tona insights importantes de 16 especialistas.

Pesquisa clínica Instituto Projeto Cura
Dra Heloisa Resende, Fernanda Schwyter, Dra Andréia de Melo

O paper, em formato de pôster, corresponde ao 4° Cura Meeting, que aconteceu em junho de 2023, em São Paulo. Na ocasião, diferentes representantes do sistema de pesquisa clínica participaram, como CONEP, Anvisa, pesquisadores, indústria farmacêutica e líderes de ONGs, debateram como podemos melhorar tanto os estudos científicos no país quanto o acesso dos pacientes.

De acordo com o pôster, a pesquisa clínica é a pedra angular das melhorias no tratamento do câncer. No entanto, tem sido conduzida predominantemente em países de alta renda, com poucos ensaios clínicos disponíveis no Brasil e em outros países de baixa e média renda.

4561eb7f ee11 40ce 998b 97399f300b21 - Projeto Cura
WhatsApp Image 2023 11 23 at 09.55.03 - Projeto Cura

Os especialistas destacaram conquistas importantes, incluindo a redução do tempo nos processos regulatórios envolvendo a Anvisa e a CONEP. Além disso, enfatizaram o desenvolvimento de programas de capacitação de quadros, a manutenção do Programa Nacional de Atenção Oncológica (PRONON) e a criação de centros qualificados nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Esses avanços não apenas fortalecem a infraestrutura de pesquisa clínica, mas também são importantes para a descentralização dessas atividades, ampliando o acesso em todo o país.

Entretanto, os debatedores do evento também destacaram a necessidade de tornar o Brasil mais competitivo no cenário da pesquisa clínica do câncer. Isso requer uma otimização das políticas em curso. Nesse contexto, houve consenso entre os participantes sobre a importância de estratégias que permitam aos pacientes obter informações claras sobre a participação em ensaios clínicos e programas direcionados para os médicos com o objetivo de conseguir maior envolvimento dos mesmos, como por exemplo, mais tempo destinado pelos hospitais para que os ele possam se dedicar mais às atividades de pesquisa.

A informação acessível é vital para envolver os pacientes e promover sua participação ativa nesse processo. Os especialistas enfatizaram que relatos ativos e consistentes das iniciativas em andamento podem ajudar a propagar os avanços contínuos, aumentando a participação brasileira na pesquisa clínica do câncer.

3b927a16 a547 4a8a 970a 6d8ed0978048 - Projeto Cura
Dra Heloísa Resende, oncologista e Presidente do Comitê Científico do Instituto Projeto Cura.

Qual foi a motivação para que o 4º Cura Meetings se transformasse em uma pesquisa?

– A necessidade de registrar que o Brasil está avançando em pesquisa, por exemplo, oportunizando reuniões entre vários setores da pesquisa clínica, através desta reunião em São Paulo. Registar esses avanços, é necessário para que profissionais de outros países, também envolvidos e pesquisa, nos vejam com maior confiança e nos vejam como parceiros em futuros projetos.

Qual foi o principal dado conquistado com a pesquisa?

– Entender que os obstáculos para maior acesso às pesquisas vão muito além de barreiras regulatórias, ou seja, elas são mesmo um problema, mas há vários outros aspectos a serem trabalhados, envolvendo comportamento de médicos e pacientes, dificuldade de obter informações e maior necessidade de engajamento de toda a sociedade.

Quais as soluções e os caminhos levantados para os desafios observados com a pesquisa?

– O caminho passa pelo envolvimento de todos nós. Em princípio cada setor desempenhando seu papel, com o objetivo comum de aumentar o acesso as pesquisas. Então ONGs precisam promover mais campanhas de conscientização para a sociedade, médicos investigadores precisam ser mais engajados, governo precisa otimizar os tempos dos processos regulatórios, indústria farmacêutica deve dar mais oportunidades para novos centros no Brasil.

Além da apresentação do pôster, no dia 18 de novembro, a Presidente do Instituto Projeto Cura, Fernanda Schwyter, participou do Módulo “Pesquisa Clínica” do congresso.

a53f0743 d439 4939 8429 8f06b00adac3 - Projeto Cura

Durante sua participação, que teve como tema “Como a sociedade organizada trabalha para incentivar a Pesquisa Clínica no Brasil”, foram apresentadas valiosas experiências relacionadas à organização do Instituto Projeto Cura, enriquecendo ainda mais o debate sobre os desafios e oportunidades na pesquisa clínica do câncer no Brasil.

5b7899fa f4d6 4be9 ae1f 472dbbdfb68d - Projeto Cura

O Congresso SBOC 2023 aconteceu de 16 a 18 de novembro, de forma presencial, na cidade do Rio de Janeiro. A programação foi integrada a IV Semana Brasileira da Oncologia, reunindo assim, além de oncologistas clínicos, cirurgiões oncológicos, radio-oncologistas, gestores, pesquisadores e muitos outros profissionais que formam a grande rede de atenção e cuidado contra o câncer no país. O evento se consolida como um espaço crucial para a troca de conhecimento e fortalecimento da comunidade envolvida nesse campo vital da medicina.