/ Notícias

Campanha une profissionais da saúde na busca de recursos para pesquisa clínica

Uma campanha nas redes sociais, desenvolvida pelo Projeto Cura, está unindo médicos oncologistas, entre outros profissionais da saúde, na busca de recursos para financiamento da fase 3 da pesquisa clínica Neosamba, que pretende estudar uma forma de impedir que o câncer de mama tipo HER2-negativo reincida na paciente.

O objetivo da ação é que os participantes -padrinhos e madrinhas- compartilhem em suas redes sociais um link personalizado para arrecadação online e incentivem os seus seguidores a doarem para a pesquisa. Cada um deles estabelece uma meta para a sua arrecadação e um ranking apresenta os resultados das doações.

Segundo a presidente do Cura, Fernanda Schwyter, é uma competição saudável em prol de uma grande causa. “É uma forma que encontramos para engajar os médicos na busca de recursos privados para as pesquisas clínicas contra o câncer, uma corrente do bem”, explica.

Participam, por enquanto, da “gincana”, as médicas Heloisa Resende (RJ), Susana Ramalho (RJ ) Monique Binotto (RS), Alessandra Morelle (RS), e os médicos José Bines (RJ), Tomas Reinert (RS), Gilberto Amorim (RJ), Gustavo Werutsky (RS), Dr Eduardo Romero( (SP), além da psicóloga e sexóloga Flávia dos Santos ( Bogotá- Colombia ). A página do Cura na internet também participa da competição.

Com o mote “A cura do câncer está em nossas mãos”, o Projeto Cura tem desenvolvido várias atividades direcionadas para as artes, música, moda e entretenimento, no sentido de desenvolver a cultura da filantropia para o financiamento de pesquisas clínicas no Brasil.

A pesquisa Neosamba, coordenada e gerenciada pelo LACOG – Latin American Cooperative Oncology Group, é 100% brasileira e será realizada com pacientes do SUS de 12 centros oncológicos, distribuídos em oito estados.

Saiba mais e participe: https://linktr.ee/projetocura