/ Notícias

Instituto Projeto Cura arrecada mais de R$ 180 mil para pesquisas contra o câncer no Brasil

10 de novembro de 2020 – Ação de financiamento coletivo contou com apoio de médicos oncologistas de todo o Brasil, que mobilizaram mais de 300 doadores.

Campanha de financiamento coletivo arrecadou R$ 184 mil, entre julho e setembro, para investimentos em pesquisas científicas que combatem o câncer de cabeça e pescoço.“1.000 testes para pesquisas contra o câncer” foi o mote da campanha realizada em parceria com o Grupo Brasileiro de Câncer de Cabeça e Pescoço – GBCP, e o Latin American Cooperative Oncology Group – LACOG, que contou com uma forte presença digital e apoio de médicos, celebridades, influenciadores e pacientes para superar todas as expectativas. 

Com o objetivo de arrecadar os custos básicos de coleta e armazenamento de mil testes laboratoriais em amostras de sangue e biópsias de pacientes, a ação ultrapassou as projeções e alcançou 143% da meta, arrecadando o equivalente aos custos básicos de 1.430 testes laboratoriais.

O resultado só foi possível devido à dedicação dos médicos e pesquisadores do GBCP que, a partir de uma estratégia inovadora, mobilizaram 335 doadores para a causa. Apesar das dificuldades causadas pela Covid-19, foram gerados mais de 7 mil acessos à página de doações. Além de arrecadar recursos, a iniciativa buscou conscientizar sobre a importância do apoio a pesquisas científicas no Brasil. 

Segundo a Dra. Aline Lauda, oncologista, pesquisadora do Grupo Cooperativo Latino Americano de oncologia e presidente do Grupo Brasileiro de câncer de Cabeça e pescoço – GBCP, “um tratamento desenvolvido em outro país não é necessariamente adequado ao paciente brasileiro. Por isso, é fundamental realizar estudos dentro na nossa realidade para respondermos com precisão às nossas questões particulares.” Segundo a pesquisadora, pesquisas nacionais também ajudam a reduzir os custos de tratamentos no país.

O Câncer de Cabeça e pescoço é o terceiro mais frequente no homem brasileiro. É uma doença muito debilitante, inclusive com efeitos estéticos devastadores nos olhos, narizes e lábios. Por conta das dificuldades de engolir, cerca de 60% dos pacientes apresentam algum grau de desnutrição ao receber o diagnóstico, já que de 80% dos casos são diagnosticados já em fase avançada.

O Instituto Projeto Cura, instituição sem fins lucrativos com sede no Brasil, é a única na América Latina que atua no planejamento e realização de ações de conscientização e captação de recursos para as pesquisas de combate ao câncer. Segundo a presidente do Instituto, Fernanda Schwyter, “Iniciativas como esta são fundamentais para desenvolver a cultura da filantropia no Brasil. Esta já foi a maior campanha de captação de recursos para a pesquisa científica que se tem notícia no país. E estamos só começando.”