/ Notícias

SUS X NOVOS MEDICAMENTOS

Existe uma grande defasagem entre o surgimento de novas opções eficazes de tratamento na oncologia e a sua incorporação no SUS. Isso faz com que a nossa população não se beneficie dos avanços da medicina na mesma proporção em que o fazem os outros países que investem mais no tratamento do câncer.

O que é Câncer de Mama Metastático?
O câncer de mama metastático é um estágio avançado de câncer de mama, no qual a doença já se disseminou para outros órgãos. Apesar de ainda incurável, a intensa atividade de pesquisa acerca desse tema proporcionou grandes avanços nessa área, transformando-a em uma doença crônica (como a diabetes, por exemplo, que é controlada com remédios).

Como é o tratamento do câncer de mama metastático HER2-positivo?
Existem diversos tipos de câncer de mama. Aproximadamente 20{46cf1a6c7461ff493d31bdca70d45967bd1ce7048f85e123712b94daa5b61391} dos tipos da doença são classificados como HER2-positivo. Esses tumores apresentam um comportamento clínico mais agressivo, porém nas últimas 2 décadas grandes avanços foram feitos. Por exemplo: segundo as estatísticas, só com a quimioterapia tradicional a sobrevida mediana das mulheres é de 20 meses (1 ano e 8 meses). Com a quimioterpia associada ao medicamento TRASTUZUMABE, um anticorpo específico contra a proteína HER2, essa sobrevida aumenta para 40 meses (3,3 anos). Já quando tratadas com a quimioterapia + TRASTUZUMABE + PERTUZUMABE (um outro anticorpo que também atua na proteína HER2) a expectativa de vida da paciente é de 56 meses (4,7 anos).

Todas as pacientes de câncer de mama HER2-positivo têm acesso a esses medicamentos?
Não! Apesar de haver evidência científica do benefício do trastuzumabe no câncer de mama avançado desde 2001, ele ainda não foi incorporado no SUS.

Como resolver isso?
A CONITEC, Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS, é o órgão responsável por determinar quais são os tratamentos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde.
Neste momento, existe uma consulta pública acerca da incorporação do TRASTUZUMABE e do “combo” TRASTUZUMABE + PERTUZUMABE para o tratamento do câncer de mama HER2 positivo no cenário metastático.

COMO CONTRIBUIR?
Após ler o relatório técnico do medicamento/tecnologia, os cidadãos podem emitir suas sugestões e comentários sobre a tecnologia avaliada, assim como sobre a recomendação inicial proferida pela CONITEC. Essas contribuições devem ser inseridas no formulário eletrônico disponível no portal.

Participe! (Consultas 13 e 14)
http://conitec.gov.br/consultas-publicas